post
Foto: Beto Skeff

Mileide Flores e Bel Santos foram as convidadas para o bate-papo. As duas compartilharam com o público suas trajetórias de vidas que as levaram aos livros

A última mesa da XIII Bienal Internacional do Livro do Ceará trouxe ao palco do Terreiro em Sonho duas mulheres cujos destinos as levaram aos livros. A partir de suas histórias, a coordenadora do eixo Mercado e Seus Livros Mileide Flores e a empreendedora social Bel Santos falaram sobre como os livros podem ser agentes transformadores de vidas. O nome da mesa não poderia ser diferente: “Leitura & Vida”. O bate-papo teve início às 18h do domingo (25) e contou com a mediação de Sarah Diva.

Duas trajetórias de vida distintas mas que possuem um ponto em comum que é a leitura. De um lado, estava Mileide Flores que optou pela maternidade e ficou sem trabalhar até os 40 anos quando voltou a ser livreira. Do outro lado da mesa, estava a empreendedora social Bel Santos com o seu trabalho de bibliotecas comunitárias. Para Sarah Diva, as duas formam uma dupla essencial para falar de como a leitura pode ser agente transformador de vidas. “São vidas que mudaram de rumo e os rumos se encontraram pelos livros”, traduziu Diva ao falar das convidadas.

A dupla de fato tem muita história para contar. Mileide, por exemplo, esteve nos bastidores da produção das bienais do Ceará desde 2000. Nesses quase 20 anos, acompanhou de perto as mudanças e a notoriedade que o evento alcançou ao longo dos anos. Isso sem contar com o seu trabalho como livreira. Com toda essa bagagem, ela afirma que os livros e, principalmente, a leitura literária são os responsáveis por formar o nosso senso critico. “A leitura que estamos trazendo e que vem nessa bagagem é a leitura de transformação. A leitura traz o amadurecimento para o olhar crítico e a competência de dar significado aquilo que você está enxergando e aquilo que você está fazendo. Ela é quem faz essas mudanças nas nossas vidas”, ressaltou. Mileide acrescentou ainda que todos os projetos que envolvem leitura modificam comunidades inteiras.

Foto: Beto Skeff

Bel Santos que o diga. Ela é responsável por trazer projetos envolvendo bibliotecas comunitárias. Segundo a empreendedora social, a leitura tem um poder de gerar vidas ao trazer o acesso ao conhecimento. “Eu que criei uma biblioteca em um cemitério com os jovens. Poderia ser conhecida como uma Bel coveira. Mas uma Bel que enterra tudo aquilo que nega o direito e nega o acesso. Mais que coveira, eu seria uma parteira. Me vejo uma parteira de leitores”, frisa ao falar do seu trabalho.

O bate-papo além de abordar assuntos envolvendo o papel da leitura também foi um momento de agradecimento. Mileide Flores, coordenadora do eixo “O Livro e seus Mercados”, foi homenageada por Klevisson Viana e Goreth Albuquerque pelo seu trabalho por quase 20 anos de Bienal. “Não esperava”, disse surpresa e agradecida com um buquê de flores nos braços. “Eu comecei a formar a identidade de Mileide Flores dentro da Bienal. A Bienal me fez uma profissional”, acrescentou.

Sobre a Bienal

A XIII Bienal Internacional do Livro do Ceará é apresentada pelo Ministério da Cidadania e pela Secretaria de Cultura do Estado do Ceará. Realizada pelo Instituto Dragão do Mar, Governo do Estado do Ceará, por meio da Secult, e Governo Federal, a Bienal do Livro conta com os patrocínios de Bradesco, Cagece, Grendene e Cegás, e com os apoios de Fecomércio, Sebrae, Universidade de Fortaleza (Unifor), Unilab, TV Ceará, Sistema Verdes Mares, Grupo O Povo, Café Santa Clara, RPS Eventos, Câmara Cearense do Livro, Sindilivros-CE, Câmara Brasileira do Livro (CBL), Associação Brasileira de Difusão do Livro (ABDL), Associação Nacional de Livrarias (ANL), Prefeitura de Fortaleza e das Secretarias de Educação (Seduc), Turismo (Setur), Cidades (SCidades) e Ciência, Tecnologia e Educação Superior do Estado do Ceará (Secitece).


Serviço
XIII Bienal Internacional do Livro do Ceará
De 16 a 25 de agosto, de 10h às 22h
Centro de Eventos do Ceará
facebook.com/BienalDoLivroDoCeara
instagram.com/bienaldolivroce
bienaldolivro.cultura.ce.gov.br